Postagens populares

I Love It

08 setembro 2014 Nenhum comentário

Leia ouvindo (I love it - Icona Pop)


Vivo para mim, para ser feliz, vivo fazendo o que me sinto bem, fazer o que está de acordo com as minhas opiniões sobre mim mesma. As regras que sigo, são as que eu mesma mim imponho.
Não sou uma mulher normal, e nem quero ser. Sou independente, tenho meu emprego, meu dinheiro. Odeio depender dos outros. Bebo e amo tequila, fumo de vez em quando para relaxar, tenho amigos homens e não transo com eles, tenho amigos gays e cuido deles como se fossem meus filhos, minhas amigas são poucas, mas são incríveis, são as melhores! Gosto de ir pro bar me divertir, de reunir meus amigos na minha casa. Gosto de viver!
Amo os meus filhos e os crio para o mundo, por que eu sou do mundo, e não de ninguém, e é assim que quero que meus filhos vejam a vida, eu quero que eles entendam que está vivo é uma benção e que não pode ser desperdiçada vivendo para o que os outros vão pensar, não quero que eles pensem que pertencem a alguém, ou que eles têm posse de alguém, cada um é livre, e viver uma vida leve é o melhor jeito de viver.
E viver uma vida leve é viver o que a gente tem vontade, é juntar o coração e a razão e seguir o que eles dizem, e não o que seu vizinho, ou a sociedade diz. E quando aprendemos a não se importar com o que os outros pensam acabamos que nos cobrando menos e vivendo mais.
Ultimamente estou escutando muito a música I love it da Icona, e o refrão define muito bem o momento que estou vivendo agora, esse é meu momento.
I don´t care, I love it
Eu não me importo e eu amo isso.

E estou vivendo e amando a vida.






Livro que li: Métrica, Colleen Hoover

01 setembro 2014 1 Comentário

Sinopse: O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina.

Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor. 
Autor(a): Colleen Hoover
Nº de páginas: 299
Editora: Galera Record
***
Depois de perder o pai, Lake, seu irmão Kel e sua mãe Júlia se mudam do Texas para Michigan. Óbvio que essa mudança não deixa Lake feliz. Mas logo que eles chegam a nova casa, ela conhece Will, e já sentem algo a mais um pelo outro,  e mais rápido do que esperavam o relacionamento flui. Só que (sempre tem um “só que”) no primeiro dia de aula Lake descobre que Will é seu professor, e ele não pode arriscar perder seu emprego. E não é só isso de triste que está acontecendo na vida Lake, ela acaba descobrindo que a vida não está para brincadeiras e ela tem que ser forte.
Minha relação com esse livro é de amor e ódio, em alguns momentos eu me apaixonava por Will, pelas mensagens que a autora passa no livro (motivo de várias marcações), pelas situações engraçadas... Mas odiei que tudo aconteceu muito rápido, um acontecimento atropelava o outro. E não acontece aquela coisa de ficar curiosa pra saber o que estar prestes a acontecer.
Em vários momentos me irritei com Will e com a Lake.  E não gosto de não gostar dos personagens principais. Foi um pouco decepcionante esse livro, ouvi tantas pessoas falarem bem, mas realmente não me agradou tanto assim.

P.s. Olhem só apareci!!! Gente que por acaso ainda aparece por aqui, até mais que eu hehe Desculpa pela ausência, nem vou prometer postagens regulares, por que ando vivendo muito a vida real, então a vida virtual e até mesmo as minhas amadas histórias literárias ficou um pouquinho de lado, mas estou viva, e estou vivendo. E de vez em quando eu apareço por aqui :D Beijos!!!

 
Desenvolvido por Michelly Melo.