Livro que li: Orgulho e Preconceito, Jane Austen


Sinopse: Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.
Nº de Páginas: 469
Editora: Martin Claret
***
Eu me declaro totalmente e perdidamente apaixonada pelo Sr. Darcy.
Ok, antes de tudo, vamos a minha experiência de leitura. 
Elizabeth é a segunda filha mais velha, entre as 5 filhas do Sr. Bennet, ela vive na Inglaterra do final do século XVIII, onde era importante se casar com um homem de boas condições, um tempo em que a maioria das mulheres só pensavam em quando, e com quem se casaria. Lizzy pelo contrário, não dá nenhuma importância aos bens materiais, e acha de suma importância casar-se com amor. E ela não imagina de forma alguma o que aconteceria entre ela e o Sr. Darcy, onde este não deu qualquer atenção a ela ou a sua família. No começo da história o Sr. Darcy se mostra orgulhoso demais, e o preconceito que ele sente em relação a família de Lizzy, leva ele a fazer coisas que no futuro acaba se arrependendo.
É uma história linda, há muito tempo não lia um clássico, e por ser uma escrita tão formal, que nos dias de hoje quase não leio, quis saborear cada frase, cada palavra. E que escrita maravilhosa! Quero ler mais e mais romances clássicos. Jane Austen escreve em terceira pessoa, o que é bom, pois podemos observar tudo que acontece com as pessoas ao redor de Elizabeth, e isso é uma maravilha, eu não fiquei curiosa em saber o que o Sr. Darcy pensava, por que ela escreveu isso.
O romance entre Elizabeth e Sr. Darcy é bem sutil, fica claro que eles se amam, mas por ser em uma época sem muitas demonstrações de afeto em público, torna o romance bem sutil e de certa forma ainda mais lindo.
E entre todas as edições disponíveis desse livro, eu me apaixonei por essa, é simples e linda!
E tem o filme desse livro, na verdade vários filmes, mas a única que eu assisti e que sou completamente apaixonada eu já resenhei AQUI.
Beijos!!!

Nenhum comentário

Postar um comentário