Livro que li: Cinquenta Tons de Cinza, E. L. James


Sinopse: Anastasia Steele é jovem e inocente. Estudante de literatura, ela trabalha em uma loja de material de construção e, aos vinte e um anos nunca teve um namorado.
Christian Grey é o que se pode chamar de prodígio. Com apenas vinte e oito anos, comanda um negócio multinacional e é dono de uma imensa fortuna. Além de lindo, atraente e extremamente controlador.
Anastasia e Christian não tem nada em comum. ainda assim, logo que se conhecem, setem uma irresistível atração um pelo outro. Deixando de lado toda sua timidez e falta de jeito, Ana parece disposta a finalmente se entregar ao amor. ao se aproximar de Grey, entretanto ela descobre que suas diferenças vão muito além de dinheiro ou classe social. sim, Christian também a deseja, mas, em vez de flores e bombons, entrega a jovem um lista de exigências nem um pouco convencionais.
Assustada mais ao mesmo tempo seduzida por esse homem tão enigmático, Ana embarca em uma quente história de amor, que a leva a descobrir não apenas seus desejos mais íntimos como também o lado obscuro da personalidade de Grey.
Nº de Páginas: 455
Editora: Intríseca
***
Anastasia Steele uma jovem de 21 anos, ingenua e virgem burra. Para ajudar uma amiga vai entrevistar um empresário rico, Christian Grey, não só rico, mas também muito lindo. Logo de inicio Ana percebe a energia que há entre eles. E eles vão se aproximando, e ela já se sente atraída por ele. E mesmo com os avisos dele que não seria bom eles se aproximarem, ela continua indo aos seus encontros, muitas vezes é ele que vai atras dela. Depois de alguns encontros ele a leva em seu apartamento e antes de falar qualquer coisa pede ela para assinar um termo de confidencialidade, e mostra a ela o quarto vermelho, e ele descobre que ela é virgem.
Eu esperava muito mais desse livro, pelo burburinho que foi quando lançou eu pensei que seria O livro, só que não é, não acrescenta nada a cultura, é mal escrito, a personagem principal é muito “Bella”, cheia de blá blá blá, e que precisa melhorar muito sua auto estima, em certo momento ele fala para ela que ela não é uma  mulher submissa, só que ela é, não vejo nada de forte nessa personagem, amo a saga Crepúsculo, só que não gosto da Bella, e eu odiei a Ana. Ah e a repetição da frase “minha deusa interior” me irritou muito. O Christian é lindo, rico e tal, mas precisa gastar mais o seu dinheiro com terapia, a que ele vai não está sendo suficiente, ele é doente, a última surra que ele dá na Ana, não tem nada de sexo ou que seja excitante de alguma maneira, eu vi aquela surra como espancamento isso sim. 
Admito que estou curiosa em relação ao passado do Christian, mas não vou gastar meu dinheiro para comprar a sequencia, vou baixar na internet, e totalmente sem pressa de ler. O meu lado feminista, ou mulher bem resolvida não gostou nada desse livro.

E minha prima deixou um link do vídeo de Felipe Neto, onde ele fala tudo o que realmente eu achei, e da maneira que eu gostaria de falar rsrs. Assistam, sério, é bem o que ele falou mesmo.


Nenhum comentário

Postar um comentário